Porque você merece saber tudo sobre Cabelos

VERDADEIRO OU FALSO

VERDADEIRO OU FALSO
Cabelos
VERDADEIRO OU FALSO

Descubra o nosso rápido e útil «questionário de verdadeiro ou falso» para combater ideias pré-concebidas sobre o nosso adorado couro cabeludo.

Deixar o shampoo mais tempo na cabeça aumenta a sua eficácia contra a caspa.

VERDADEIRO Para tirar o máximo partido da ação combinada dos óleos essenciais e da Octalamina, o ingrediente ativo anticaspa de Phytoclear, é preciso um pouco de paciência!
Quanto mais tempo a fórmula estiver em contacto com o couro cabeludo, maior será a sua eficácia.
Respeite o tempo de utilização indicado e tire partido de mais uns minutos debaixo do chuveiro para dar ao seu cabelo uma massagem relaxante tão necessária!

O couro cabeludo não precisa de exfoliação.

FALSO! Tal como a sua pele, as células do nosso couro cabeludo estão em constante renovação. Exfoliar o couro cabeludo ajuda a remover as células da pele mortas acumuladas, particularmente durante um episódio de caspa. Na verdade, quando a renovação das células da pele acelera, acumulam-se pilhas de células e a caspa aparece! Uma exfoliação leve e delicada completa maravilhosamente a sua rotina de limpeza anticaspa!


Usar um boné, um chapéu ou um capacete pode contribuir para a formação de caspa.

VERDADEIRO A humidade e o calor constituem o clima ideal para os microrganismos do seu couro cabeludo. Quando se prepara para sair de casa pela manhã e coloca o seu boné ou qualquer outro tipo de proteção na sua cabeça, o calor fica retido no seu interior. Se o cabelo não estiver completamente seco, é uma catástrofe! Irá criar um ambiente altamente propício para os microrganismos, especialmente se tiver tendência para cabelo oleoso. Por isso, é fundamental secar bem o cabelo durante os episódios de caspa!

As mudanças de estação podem exacerbar o aparecimento de caspa.

VERDADEIRO À medida que chega o inverno, o frio e a humidade instalam-se juntamente com o cansaço próprio da estação. O seu couro cabeludo pode ficar fragilizado e a sua função protetora comprometida. É por isso que o outono e a caspa estão muitas vezes interligados. Em sentido contrário, quando as temperaturas começam a subir, esta tendência inverte-se: os raios UV reduzem a formação de microrganismos no couro cabeludo e o sol do verão confere-lhe um merecido descanso para se ver livre da caspa.

As piscinas e os banhos no mar não se recomendam na presença de caspa.

FALSO! Na realidade, pode desfrutar dos seus exercícios na piscina e dos banhos no mar desde que tenha o cuidado de enxaguar bem o seu cabelo. O cloro e o sal marinho podem aumentar a irritação no couro cabeludo.

Lavar o cabelo com muita frequência pode intensificar a presença de caspa.

FALSO! A frequência ideal de lavagem depende da necessidade de cada pessoa. Se tiver caspa, o ideal é, normalmente, 2 a 3 vezes por semana. Mas esta frequência também depende do tipo de cabelo de cada pessoa. Por isso, se esta frequência se destinar a um cabelo normal, poderá ter que lavar o cabelo todos os dias se tiver tendência para cabelo oleoso. Por outro lado, uma vez por semana é suficiente para quem tem o cabelo seco.

A poluição pode influenciar a presença de caspa.

VERDADEIRO A poluição pode ser considerada como um fator agravante da caspa. Alguns poluentes atmosféricos oxidantes podem atacar o seu couro cabeludo. Contribuem para aumentar as sensações de irritação e comichão provocadas pela caspa.
Além disso, a poluição associada à transpiração excessiva torna o couro cabeludo alcalino, o que, por sua vez, favorece a ocorrência de caspa. Por isso, caros habitantes da cidade, após a prática de desporto ao ar livre, façam uso do vosso duche para refrescar e limpar o couro cabeludo!

Voltar
Beauty Secrets
Top Tutoriais
Ver todos os tutoriais