Porque você merece saber tudo sobre Pele

Porquê usar produtos com SPF

Porquê usar produtos com SPF
Cuidados de Pele
Porquê usar produtos com SPF

Agora que o Sol já brilha quase ininterruptamente em grande parte do território nacional, que já é possível esquecer o casaco em casa, e que os serviços estão a meio gás, só se pensa na praia. E no bronzeado. E na pele dourada de quem gozou uns belíssimos dias de férias!

Curioso que há apenas um par de séculos, o bronzeado era sinal de pobreza, de uma vida de trabalho dura no campo e que hoje o bronzeado é precisamente o contrário: sinal de que se tem uma vida que permite passar férias, já que trabalhar no campo é cada vez mais uma coisa do passado!

Embora estejamos expostos aos raios ultravioleta, para os quais existe a sigla UV, durante todo o ano, a grande maioria da população não se protege destes raios que penetram a camada do ozono, nuvens, vidros, tecidos e também as várias camadas da nossa pele. A maioria da população desconhece a potência destes raios e as implicações que a exposição a estas radiações solares acarretam.

Os raios UV que penetram a camada de ozono podem ser A ou B; sendo ambos bastante perigosos para a saúde da nossa pele, os raios UVA destacam-se pela negativa: são cerca de 95% dos raios UV que chegam à Terra e dado o seu carácter muito resistente, faz com que penetrem até à derme, sendo os maiores responsáveis pela libertação de radicais livres, os maiores accionistas na bolsa de produção de células cancerígenas, pelo fotoenvelhecimento, pelas várias patologias associadas à intolerância solar, por exemplo. Indolores e absolutamente invisíveis, os raios UVA nunca tiram folga e acompanham-nos durante todo o ano. Já os raios UV na categoria B, representam apenas 5% das radiações que atingem a superfície terrestre, e embora também bastante perigosos e presentes no nosso quotidiano, o facto de existirem em menor quantidade, não os torna menos perigosos. Para que fique claro, estes 5% de radiação solar que conseguem atravessar a camada de ozono e que penetram na camada mais superficial da pele (não atingem as subcamadas) são os responsáveis pelas queimaduras solares, bolhas e vermelhidões típicas daquilo que conhecemos como “escaldão”. São também os responsáveis por alterações no ADN capazes de desenvolver cancro, devido à produção em massa de radicais livres.

Ainda assim, e esclarecidas as dúvidas entre os A e os B, se vamos então descobrir a pele e mostrá-la ao Sol, o ideal é fazê-lo da melhor forma possível, isto é, na companhia do protector solar que, de preferência, proteja dos raios das duas categorias simultaneamente.

Na hora de escolher um protector solar, convém pensar em tudo aquilo que queremos fazer ao sol e na extensão dessa exposição, pois é muito importante optar pela aquisição de um produto com um factor de protecção elevado, que crie uma barreira protectora duradora e resistente à água, que seja de fácil aplicação e que tenha uma textura que não deixe resíduos ou aquele aspecto branco tão típico dos anos oitenta.
O ideal é aplicar o protector antes de sair de casa, pois até penetrar na pele e começar a fazer efeito como escudo protector, há um intervalo de cerca de 20 a 30 minutos.

Existem protectores que podem ser aplicados em todo o corpo, mas como com o Sol todo o cuidado é pouco, aconselha-se um factor de protecção elevado para as zonas mais sensíveis do corpo (rosto, peito, cicatrizes) e um de protecção moderada para o resto do corpo.

A protecção solar deve ser feita ao longo de todo o ano, uma vez que as radiações não se esquecem de radiar nos meses mais frios e que são popularmente considerados “seguros” para a pele. A L’Oréal Paris é uma das marcas que disponibiliza hidratantes, bb cream e bases com SPF (que significa sun protection factor – factor de protecção solar), para facilitar subliminarmente a tarefa.

Proteger a pele das radiações solares é uma questão de responsabilidade pessoal e social, é uma questão de consciência e acima de tudo é uma das formas mais eficazes de prevenir o envelhecimento precoce ou o cancro de pele. Todas as campanhas de protecção solar que costumam ser omnipresentes nesta altura do ano têm como grande objectivo sensibilizar o indivívuo para a importância do cuidado do nosso maior órgão. Atenção que a vitamina D é muito importante e que ao Sol está associada uma espécie de felicidade colectiva sazonal que nos faz muito bem!
Queremos apenas que viva em pleno o maior número de meses de Verão possível, porque você pode, mas a sua pele não tira férias!

Por: Maria Capaz

Voltar
Beauty Secrets
Top Tutoriais
Ver todos os tutoriais