É de homem, estar sempre actualizado!

A queda de cabelo não é o fim do mundo

A queda de cabelo não é o fim do mundo
É de Homem!
A queda de cabelo não é o fim do mundo

O susto é grande quando, de repente, uma parte da nossa cabeça começa a perder cabelo. Será por motivos genéticos, alergia ou disfunção hormonal?



Revelamos-te aqui quais as causas desta queda de cabelo tão particular e o que podes fazer contra isso.



As defesas do corpo também podem errar



A perda de cabelo circular faz parte das doenças auto-imunes. Apesar de se desconhecer as razões que a desencadeiam, sabe-se que a perda de cabelo circular é uma reação disfuncional do nosso corpo. Em vez de atacar os verdadeiros inimigos, tais como os vírus e as bactérias, o sistema imunológico vira-se subitamente contra as suas próprias células da raiz do cabelo.



Resultado: o cabelo deixa de receber os nutrientes necessários, fazendo com que as raízes do cabelo acabem por morrer e cair.



Uma coisa “redonda”



Uma vez que nem todas as células são atacadas e as defesas do corpo apenas se concentram numa zona específica, aparecem as tais formas, visualmente impressionantes, de calvície circular. É por isso que é possível diagnosticar a olho nu uma queda de cabelo circular. Os seus sintomas óbvios são a facilidade em arrancar cabelo à volta da careca, calvície oval bem definida e pele da zona calva parcialmente mais branca.




As principais causas da queda de cabelo



Apesar das causas verdadeiras ainda estarem por esclarecer, pode-se constatar que, nos afetados, as causas são várias vezes cumulativas. Entre as quais, fazem parte:

• Exposição a grandes cargas psicológicas, como o stresse, o aumento da pressão no dia-a-dia do trabalho ou a perda de entes queridos;

• Efeitos secundários dos medicamentos. Se este for o caso, deve-se entrar em contato imediatamente com o médico;
• Alimentação inadequada;

• Escassez ou excesso de acidez no corpo;

• Falta de vitamina a e c e falta de ferro, podendo levar o corpo a reagir de forma descontrolada e provocando fadiga, exaustão e queda de cabelo.




Perda de cabelo circular e as suas opções de tratamento



O que fazer quando, de repente, avistamos uma zona calva na nossa cabeça? Mesmo que seja difícil de compreender, o importante é manter a calma e ter uma conversa com o médico. Só assim é que as possíveis causas poderão ser detetadas de forma a evitar um tratamento errado que possa danificar as células do teu cabelo.



O fator tempo é um dos elementos mais importantes no que diz respeito ao tratamento mas não é a única forma de neutralizar a queda de cabelo.



Segue aqui um pequeno resumo de outros métodos de tratamento:




Creme de cortisona



Uma vez que a perda de cabelo circular é considerada uma doença auto-imune, o trouble-maker da zona afetada é friccionado com creme de cortisona para ser neutralizado. O tratamento, no entanto, nem sempre é bem-sucedido. Como a cortisona, com o tempo, deixa a pele mais fina, desaconselha-se o seu tratamento durante um período superior a 3 meses.




Reduz os níveis de stresse



O stresse também é visto como uma das causas subestimadas na queda do cabelo. Por essa razão, a terapia de relaxamento tal como o seu próprio nome indica, aposta no relaxamento. As razões do stresse são tão diversas como as possibilidades de recuperação. Muitas vezes, consegue-se obter o equilíbrio necessário através da prática de desporto ou de passatempos.



Por muito assustadora que seja a calvície, o prognóstico é ainda mais entusiasmante porque uma queda de cabelo circular pode, muitas vezes, cessar por si só, dando lugar a um cabelo forte.

Voltar
É DE HOMEM!