É de homem, estar sempre actualizado!

Testa os teus limites
Sobreviver a estas atividades é de Homem!

Testa os teus limites<br />Sobreviver a estas atividades é de Homem!
É de Homem!
Testa os teus limites
Sobreviver a estas atividades é de Homem!

Subir a uma montanha que é chamada “a trilha da morte” ou lançares-te do alto do Monte Everest são algumas das experiências que te propomos. Se os teus amigos garantem que tens sete vidas, comos os gatos, e os teus pais nunca sabem de que ponto do mundo vão receber um telefonema teu, estes destinos são perfeitos para ti. Combinam adrenalina, coragem e espírito de aventura. Tens coragem de os testar?


1. Mergulhar de um penhasco: Cliff Diving em La Quebrada Cliffs

Onde? Acapulco, México



É uma das atrações do México. Imagina o que é mergulhar de um penhasco com 136 metros? É isso que fazem os profissionais La Quebrada Cliff Divers. Todos os dias há espetáculos onde estes amantes de desportos radicais mergulham no Pacífico de alturas incríveis. Para esta atividade extrema, o tempo é crucial. O momento do salto é onde se decide se irás sobreviver, ou não, ao mergulho: tens apenas cinco segundos para mergulhar numa profundidade segura. Por isso é que o diving é conhecido como um desporto de precisão. Durante a noite, os divers – assim se chamam estes homens metade águias e metade peixes – usam tochas durante o mergulho. Profissionais de todo o mundo consideram La Quebrada um dos spots a visitar - e a experimentar – pelo menos uma vez na vida. A verdade é que também pode ser mesmo a última vez na vida... Sentes-te capaz? Bons mergulhos.



2. Descer o rio mais perigosos do mundo: White Water Rafting

Onde? Futaleufú, no Chile



Não existe, no mundo, um percurso mais duro e desafiante de rafting – descida rápida em barcos insufláveis – do que o White Water Rafting. Esquece tudo o que já fizeste até agora – é para meninos. Esta rota, em Futaleufú, uma coluna chilena situada no norte da Patagónia – é tão famosa que até ganhou o nome de “A Sala do Trono”. E o rápido mais difícil deste percurso é tão exigente – até para os aventureiros mais bem preparados – que lhe chamam “O Exterminador do Futuro”. Pois, é que pode até acontecer não voltares... O nome do rio, Futaleufú, – que dá nome à comuna - deriva de uma palavra local que significa “rio grande”, e não podia ser mais adequado. É considerado um dos mais espetaculares do mundo, mas não te deixes enganar pelas magníficas águas azul-turquesa, Este rio é violento, o que que torna a atividade de rafting um desafio de gigantes.



3. Um passeio a 1500 metros de altitude: Grand Canyon Skywalk

Onde? Mohave County, no Arizona



Se vais ao Grand Canyon, não podes perder o melhor: a Skywalk, uma ponte em forma de ferradura com uma passadeira de vidro, na berma de uma garganta lateral do Grand Canyon, que fica a quase 1500 metros do chão. Este passeio nas alturas é gerido pela tribo Hualapai e permite-te ter uma vista de 270º do desfiladeiro. Não é aconselhável para corações fracos, porque caminhar nesta ponte é o mais próximo que vais estar de fazer um passeio – a pé - no céu. Mas é perfeito para quem gosta de adrenalina e quer experimentar algo tão radical e destemido que só os indígenas tinham a coragem de fazer.



4. Um salto sobre os Himalaias: Sky Diving no Monte Everest

Onde? No Nepal



'Try before your die' é o nome da empresa que oferece esta experiência incrível, que só pode ser realizada quatro vezes por ano e que é descrita como “a aventura de uma vida”. E é. Se escalar o Evereste é um desafio, imagina o que é mergulhar no céu sobre a montanha mais alta do mundo. O salto é feito a partir de um helicóptero, e será um instrutor a abrir a porta e a avisar-te quando chegar o momento do salto. Depois, são alguns segundos da “mais intensa adrenalina”, como a equipa descreve. Vais voar livre a uma velocidade de 200 quilómetros por hora e o pára-quedas só abre a cinco segundos da aterragem. Podes aproveitar para recuperar a calma ou para beliscares-te e confirmares que é real e fazes parte da elite de aventureiros mundiais que já tiveram a mesma coragem.



5. Fazer “a trilha da morte”: Subida ao Mount Hua Shan

Onde? Na província sul de Shaanxi, na China



É considerada uma das caminhadas mais terríveis e perigosas do mundo e envolve escadarias íngremes, subidas verticais e trilhas de tábuas presas aparafusadas à montanha. Os mais corajosos aventureiros sentem suores frios só de olhar para as imagens desta subida que é chamada “a trilha da morte”. É uma aventura para destemidos - ninguém é obrigado a utilizar equipamento de segurança, mas o seu uso é encorajado. Além das tábuas e de uma corrente onde te podes segurar não há mais nada para evitar uma queda. O percurso leva os turistas até o pico do monte, onde se encontra um templo Taoísta famoso por servir um dos melhores chás do país, construído no século 2 A.C. O Monte Hua Shan é uma das cinco montanhas sagradas da China e é formado por cinco picos. As trilhas foram construídas por monges alpinistas e a rota mais popular – que é também a original - tem 6 km, a partir da aldeia de Hua Shan até ao cimo do Pico Norte.



Ainda estás aqui? Vivo? Adrenalina a mil? Então és mesmo um aventureiro. Faz uma pesquisa de voos e marca já as tuas passagens. Já sentes o coração a bater mais forte? Óptimo. Estás no bom caminho.

Voltar
É DE HOMEM!