Peeling: quando devo fazê-lo?

Creme antirrugas, sérum hidratante, máscaras faciais purificantes: todos fazem parte da sua rotina de cuidados da pele, mas já reparou que algumas manchas e rugas de expressão teimam em não desaparecer? Chegou a hora de entrar no mundo da esfoliação!

DICA
1

O que é o peeling?

O peeling é um procedimento cosmético que envolve a aplicação de exfoliantes químicos na pele para estimular a regeneração celular. A maioria destes agentes químicos dissolve a queratina, que é a principal proteína encontrada na camada mais superficial da epiderme. O peeling remove as células mortas, regenera a pele, e aumenta a produção de colagénio e elastina. Contribui para a eliminação de quaisquer irregularidades, unifica o tom de pele, ilumina a tez, suaviza a pele e melhora a elasticidade.
DICA
2

Peeling superficial para uma tez resplandecente

Como sabemos que a nossa pele precisa de um peeling? Se os poros estiverem visivelmente dilatados, se a pele estiver baça e áspera, ou se houver alguma cicatriz de acne que teima em desaparecer, é altura de pensar em fazer um peeling.  O peeling superficial afeta apenas a camada superior da epiderme. Este tratamento deve ser administrado apenas por dermatologistas ou cirurgiões plásticos especializados em peelings químicos superficiais. Muitas vezes realizado com ácido glicólico, um derivado do açúcar de cana, trata-se de um procedimento rápido que pode ser feito durante a hora de almoço. Deixa a pele com um aspeto ligeiramente avermelhado, mas pode aplicar maquilhagem logo a seguir. Para combater a acne ou pequenas cicatrizes, os peelings que contêm ácido salicílico são a melhor alternativa. Para problemas de pigmentação, o ingrediente ativo a procurar é o ácido kójico.  O resultado? Os peelings superficiais promovem a renovação celular e eliminam as células mortas da pele, para um brilho imediato, mas temporário, de rosto revigorado.
DICA
3

Peeling de profundidade média para uniformizar o tom de pele

Como sabemos que a nossa pele precisa de um peeling? Quando existem muitas marcas de pigmentação ou estas são muito visíveis, quando as cicatrizes e rugas são profundas, ou quando a pele necessita de firmeza, é tempo para um peeling de profundidade média.  Realizado por um dermatologista ou por um cirurgião plástico autorizado, o peeling de profundidade média utiliza ácido tricloroacético (ou TCA) para queimar quimicamente a epiderme e o nível superior da derme. Ao "atacar" a pele, estimula a regeneração celular e a produção de colagénio. A pele fica castanha, com crostas e a escamar, podendo permanecer assim durante cerca de uma semana. No entanto, uma pele nova e fresca desenvolve-se por baixo.  O resultado? O peeling de profundidade média remove manchas de pigmentação, cicatrizes moderadas e rugas. Esta técnica também pode ser utilizada nas mãos e no decote.
Saltar o(a) slider: Related Products Filler

Rotina de Cuidados de Pele

Revitalift Filler